quarta-feira, 10 de março de 2010

Liberdade

Definir liberdade pode ser um exercício um tanto ao quanto difícil de se fazer, desde logo por que existem vários tipos de liberdade. No entanto, apesar das mais diversas formas de liberdade que existem, como a liberdade de opinião, expressão, crença, etc, devemos sempre respeitar a máxima: “a nossa liberdade termina quando começa a do outro”.
Todavia, existem muitas pessoas que pensam que a liberdade é um direito exclusivo deles mesmos, sem pensar que a liberdade é um dever de cada um e um direito de todos. Porém, infelizmente os donos da “verdade”, que se julgam poderosos e que se acham, de certa forma, superiores por serem detentores da mesma.
Nessas situações, existe uma tendência destas pessoas em invadirem a liberdade das outras pessoas, perturbando o seu bem-estar, paz, etc. Pois, ao tecer comentários, ao invadir o espaço do outro, estão de facto a perturbar e a invadir a liberdade do outro.
Eu exerço a minha liberdade, quando decido o que fazer, como me divertir, que decisões tomar, que caminhos escolher, ou seja, naquilo que diz directamente respeito à minha pessoa, procurando não violar a dos outros.
Em rigor, cada um tem um ponto de vista, e, cada um, uma vista do seu ponto. Por isso o dono da verdade está perdido dentro de si mesmo…

11 comentários:

maria disse...

É muito bom encontrar-me por aqui, em frazes que me dizem muito.
Beijo doce

Ricardo Veloso disse...

Olá Maria
Muito obrigado pelo teu comentário. Fico feliz por ter no meu blogue frases que de alguma forma te dizem alguma coisa.
Beijos

continuando assim... disse...

MAIS LOGO, um novo capítulo da história de Alice.
lá no,
... continuando assim...

Aceito , e agradeço as vossas sugestões ... talvez a letra esteja pequena... talvez o blogue possa estar confuso.... talvez ... e talvez :)
talvez nem gostem da história...

Enfim...qualquer coisa, digam.
até logo

obrigada por seguirem
Bj
teresa

Marta disse...

Ricardo,
Não posso concordar mais com as tuas palavras.
Hoje confunde-se liberdade com o que as pessoas julgam ser o "direito" de julgar os outros.
A nossa liberdade termina quando começa a dos outros.
Esta sim é uma verdade indiscutível, que deveria estar presente em toda a parte, na educação escolar e na educação de pais para filhos.
Cada pessoa é uma forma singular de vida e existência, cabe a cada pessoa gerir o seu próprio egocentrismo e sua forma de ver as cores da vida e do mundo.
Era tão bom que todos respeitassem isso.

Beijo
Marta

Ricardo Veloso disse...

Olá Marta
Muito obrigado pelo teu comentário. De facto, hoje em dia, as pessoas confundem liberdade e direitos, mas o mais grave é esquecerem os deveres e perceberem onde termina a liberdade de cada um.
Beijinho

Menina do cantinho disse...

Olá!
Liberdade, amizade, amor, sinceridade... tudo está a perder o seu verdadeiro sentido.
Ouvimos dizer com alguma frequência que existe liberdade a mais para fazermos o que queremos. Não concordo que a tenhamos em excesso, considero é que somos egoistas na forma como a utilizamos.

(Tem um presentinho para si no meu cantinho)

Beijinhos*

Ricardo Veloso disse...

Olá menina
Tudo bem?
Antes de mais, obrigado pelo presentinho no teu cantinho.
De facto, as pessoas estão a perder completamente o sentido de liberdade e, mais grave, estão a perder esse sentido de liberdade em termos pessoais.
Bjs

Ana disse...

Ola Ricardo tudo bem?
A liberdade é para mim neste momento o bem mais precioso que tenho isto porque se calhar durante um tempo me senti presa de mim mesma... adorei o teu texto beijinhos grandes

Ricardo Veloso disse...

Olá Ana
Tudo bem?
É bem verdade que a liberdade é a nossa maior riqueza.
Beijinhos

Diana disse...

Olá...

Liberdade!! Isso é um tema do qual muitos falam, e que no fundo muitos não sabem respeitar... Para mim é tão simples quanto isto, não podes exigir aos outros liberdade quando tu próprio não respeitas a dele!! e se a queres ter, tens de a dar...
"a nossa liberdade termina quando começa a do outro”, esta foi uma frase que ouvi em pequenina por um professor, e olha que sempre ficou na minha memória!!

Bjitos

Ricardo Veloso disse...

Diana,

A respeito das liberdades, gostaria de dizer o seguinte. Saber usá-la é um direito, saber respeitar a dos outros é inteligência.

Beijinhos