quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Na luz da escuridão...

A noite cai lentamente e, ao fundo, posso ouvir a melodia da chuva a cair. Mergulho em mim mesmo e sou conduzido até aos meus pensamentos mais sublimes. Deixo a mente vaguear até o turbilhão de dúvidas acalmar.
Mais uma vez fui convidado a reflectir. Hoje questiono a existência. Quem somos? De onde vimos? Para onde vamos? O que estamos a fazer aqui? Qual o objectivo desta passagem? Existe alguma missão a cumprir aqui? O karma realmente existe? Estamos aqui para o pagar ou entender? O destino existe?
São muitas as dúvidas e poucas as certezas. Procuro respostas. O momento é de reflexão e análise. Procuro compreender muitas das situações que me ocorrem na vida e embarco numa viagem, ao interior de mim mesmo, à procura das respostas que possam dissipar as minhas dúvidas.
A noite já vai longa e tudo aquilo que surge é a dúvida. Dúvidas e mais e mais dúvidas, questões e mais questões. As perguntas que se levantam continuam sem resposta mas as sensações, essas mudam.
A impaciência é subitamente substituída pela curiosidade. Sinto um desejo estranhamente agradável. Nasce em mim uma vontade de iniciar uma caminhada, em busca das respostas para as perguntas e dúvidas que se levantaram ao longo desta primeira fase da minha caminhada pela vida.
Sou invadido pela tranquilidade. Algo em mim sabe que parte da resposta foi alcançada. Meter pés ao caminho é a primeira parte da resposta. Iniciar a caminhada em busca das outras respostas a segunda fase do processo. Nas dúvidas surgem novos caminhos e por isso vou partir em busca da luz na escuridão. Em busca da iluminação que me irá consentir a compreensão. A resposta já veio, apenas ainda não consegui compreender...
Continua… em breve!

5 comentários:

Lourdes disse...

Tenho a certeza que a luz que te ilumina vai permitir com que ilumines toda essa escuridão e continues a saborear a vida e a rir... a rir muito como tanto gostas.
Parabéns
Beijo

Pedro disse...

boas..a luz da escuridao as vezes é conselheira e voxe bem pode ser caracterizado como tal...as vezes questionamo-nos o porque de as coisas nao serem como queremos ou de o porque de estarmos no caminho que queremos e nao ser exatamente o que esperamos...que vale tem se um bom amigo para dar concelhos...como "pes bem acentes no chao e trabalha" tudo isto é amigo tudo isto é sabedoria e nos dar as explicaçoes que mais necessitamos..abraço e continuo a somar pontos..ismael

paulo freitas disse...

as vezes tudo pareceescuro e sem saida,masé nesses momentos k temos de ser fortes para iluminar o nosso caminho pois se nao acreditar-mos acabams por morrer cegos..........não tou a puxar o saco ,mas tu ajudaste-me a ser forte!!!!!tal como ainda é hoje a minha frase hi5....abraço

Marlene disse...

Se te sentires no escuro procura o silêncio. Nele irás encontrar o meu pensamento e eu acenderei uma vela :-p

Edgar Veloso disse...

Está escuro? Compra uma vela:-)