terça-feira, 23 de junho de 2009

O caminho mais fácil...

A vida concede-nos a possibilidade de fazer múltiplas escolhas, de definir qual ou quais os melhores caminhos a seguir. Porém, nem sempre é fácil assumir o risco de nos metermos pelo caminho mais difícil, o caminho no qual os nossos princípios estão ou devem estar acima de tudo o resto.
É um facto que este caminho pode exigir mais de nós, que pode ser arriscado e muito duro fazer deste o caminho principal da nossa vida pois, geralmente, este caminho afasta algumas pessoas, com quem até simpatizamos, da nossa vida. Por força disso, não raras vezes, muitas pessoas atropelam completamente os seus princípios e convicções, muitas vezes por covardia ou medo de perder, mas acabam por perder aquilo que o ser humano tem de maior: o seu carácter.
Há momentos na vida em que temos que ter a segurança de dizer um não, a capacidade de dizer na cara de alguém aquilo que pensamos, sem temores, apenas e só para sermos fieis a nós mesmos para respeitarmos a nossa própria identidade. Nem todos são capazes de o fazer… para muitos a covardia é o caminho mais fácil!

4 comentários:

Pedro disse...

Cá estou eu amigo...." o caminho mais fácil"...é verdade este titulo tem muito que se lhe diga...o caminho mais fácil por vezes é aquele que aparece e nao o vimos...por isso sempre que se tem um amigo como voce acaba-se por encontrar...para isso servem os amigos..ta muito forte voce na poesia..aquele abraço

Marlene disse...

Olá amigo
Quero apenas dizer-te que adorei este teu texto. É bem verdade que a maioria das pessoas fala e faz aquilo que não quer dizer ou não quer fazer. É difícil ser-se corajoso.
Beijinho

Rita disse...

"Nem todos são capazes de o fazer… para muitos a covardia é o caminho mais fácil!" - Esta frase já serviu para me caracterizar, não sei se deixou de fazer totalmente, mas obrigado por me ter ajudado a ser EU.
Beijinho

Edgar Veloso disse...

A covardia só mostra a incapacidade das pessoas e a falta de personalidade. As coisas devem ser ditas de frente e sem receios.
Está muito fixe este texto.