quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Desiderata

Caminha placidamente entre o ruído e a pressa. Lembra-te de que a paz pode residir no silêncio.
Sem renunciares a ti mesmo, esforça-te por seres amigo de todos.
Diz a tua verdade quietamente, claramente.
Escuta os outros, ainda que sejam torpes e ignorantes; cada um deles tem também uma vida que contar.
Evita os ruidosos e os agressivos, porque eles denigrem o espírito.
Se te comparares com os outros, podes converter-te num homem vão e amargurado: sempre haverá perto de ti alguém melhor ou pior do que tu.
Alegra-te tanto com as tuas realizações como com os teus projectos.
Ama o teu trabalho, mesmo que ele seja humilde; pois é o tesouro da tua vida.
Sê prudente nos teus negócios, porque no mundo abundam pessoas sem escrúpulos.
Mas que esta convicção não te impeça de reconhecer a virtude; há muitas pessoas que lutam por ideais formosos e, em toda a parte, a vida está cheia de heroísmo.
Sê tu mesmo. Sobretudo, não pretendas dissimular as tuas inclinações. Não sejas cínico no amor, porque quando aparecem a aridez e o desencanto no rosto, isso converte-se em algo tão perene como a erva.
Aceita com serenidade o cortejo dos anos, e renuncia sem reservas aos dons da juventude.
Fortalece o teu espírito, para que não te destruam desgraças inesperadas.
Mas não inventes falsos infortúnios.
Muitas vezes o medo é resultado da fadiga e da solidão.
Sem esqueceres uma justa disciplina, sê benigno para ti mesmo. Não és mais do que uma criatura no universo, mas não és menos que as árvores ou as estrelas: tens direito a estar aqui.
Vive em paz com Deus, seja como for que O imagines; entre os teus trabalhos e aspirações, mantém-te em paz com a tua alma, apesar da ruidosa confusão da vida.
Apesar das suas falsidades, das suas lutas penosas e dos sonhos arruinados, a Terra continua a ser bela.
Sê cuidadoso.
Luta por seres feliz.(Inscrição datada do ano de 1692. Foi encontrada numa sepultura, na velha igreja de S. Paulo de Baltimore - hoje já não se pensa que seja esta a origem, mas assim é mais bonito...)

7 comentários:

MARY disse...

palavras sábias!
ha muita boa gente por aí que devia ler isto uma vez na vida!

Pedro disse...

boas...amigo só lhe digo uma coisa..." Ricardo Veloso na terra e Deus no ceu" voce exprime as palavras mesmo com sabedoria..voce é grande..abraço

Ana Rita disse...

A humildade fica bem a todos, não só a humildade de reconhecermos os nossos erros, mas também a humildade de assumirmos que somos bons, quando nem todos o reconhecem.
Até porque não devemos ser os que outras pessoas gostariam que fossemos, mas sim sermos nós próprios e assumirmos sem receio algum: "Eu sou assim"

Marlene disse...

Que texto lindo! Tive o prazer de o conhecer através de ti e de facto ele traz-nos importantes lições e ensinamentos sobre como estar na vida. Simplesmente lindo.

Edgar Veloso disse...

Está muito fixe este texto. Adorei ler. Publica mais cenas fixes.

Diana disse...

Olá...

Um excelente texto...
Gosto particularmente desta passagem "Sê tu mesmo. Sobretudo, não pretendas dissimular as tuas inclinações. Não sejas cínico no amor, porque quando aparecem a aridez e o desencanto no rosto, isso converte-se em algo tão perene como a erva."

Bj

Ricardo Veloso disse...

Diana,

Este é um texto que eu acho que deveria ser obrigatório toda a gente ler.

Beijokas