quarta-feira, 20 de maio de 2009

Porque há coisas que não nos ultrapassam...

É sempre mais fácil culpar os outros pelos nossos falhanços do que assumir as nossas responsabilididades. A questão que aqui se levanta é: por que é que temos essa necessidade quase intrínseca de culpar alguém por tudo ou por nada? Será que tem que existir sempre um responsável pelos acontecimentos na nossa vida? É possível esse responsável não sermos nós próprios? Que buscamos nós quando culpamos outras pessoas pela nossa condição e/ou dores?
Manifestem-se e dêm os vossos pontos de vista!

Aquele abraço.

6 comentários:

Marlene disse...

Olá Ricardo
Tudo bem amigo?
Como sempre dizes tudo na vida tem um tempo e o meu para comentar o teu blog proporcionou-se agora. De facto há coisas que nos ultrapassam, mas acho que em muitas matérias da nossa vida devemos ser nós a assumir não só as consequências das cosias mas também a responsabilidade do seu acontecimento.
Beijinho

MARY disse...

Fantástico!! Tudo aquilo que nao te cansas de me dizer agora por escrito! que seria de mim sem ti!!! adoro-te

Pedro disse...

Ca estou eu amigo...é verdade...como voce me ensinou a sorte nao nos traça o destino...os tais " fracos" pensam que a vida é feita de sorte e esperam a vida toda que ela apareça mas ....nao....a vida é trabalho e sacrificio por algo que se deseja...e voce abre os olhos a muita gente a esse respeito..por isso mais uma vez obrigado e sim voce é um grande pensador!abraço

paulo freitas disse...

é bem verdade,e eu k o diga........ha vida tem um tempo!!!e sabendo ter o timing certo é o ideal para concretizar o k keremos...isso aconteceu comigo esta epoca

Rita disse...

Quem culpa outros pelas suas dores, nao os responsabiliza pelas suas alegrias.
Dizemos "estou contente porque fiz isto..." e dizemos "estou triste porque me fizeram isto..."
Realmente somos dificeis de compreender.

Edgar Veloso disse...

Mano gosto muito da tua filosofia de vida. Está altamente.